Bem Vindo. Hospital de Misericórdia de Altinópolis.

Telefone: (16) 3665 7200
Email: contato@hospitalmisericordia.com
R. Cel. Joaquim Alberto, 421
Altinópolis - SP

História do HMA


A “Casa dos Pobres”

No dia 29 de Dezembro de 1931, no gabinete do Delegado de Polícia, Capitão Alberto Quintino, reuniram-se os senhores Mario Josino Meirelles, Capitão José Pio, Waldomiro Crivelenti e Josias Pereira da Silva, que faziam parte daDiretoria arrecadatória de doações, deliberam que: por iniciativa do Capitão Alberto Quintino juntasse diversas doações para a construção de um edifício para os pobres e doentes, que se chamaria de “Casa dos Pobres”. Na época havia um valor já arrecadado no período de Setembro de 1922 a Maio de 1923.

salvador dias costa

Em reunião realizada no Teatro Guarany, onde foi tratado da Fundação da Casa dos Pobres de Altinópolis, foi feita a eleição da Diretoria. Ficando assim empossada:

  • Presidente: Salvador Dias da Costa. (foto 1)
  • Vice-Presidente: Joaquim Ferreira.
  • 1º Secretário: Jayme de Oliveira.
  • 2º Secretário: Miguel Jorge.
  • Tesoureiro: Feruccio Vicentini.

Uma grande comissão foi composta por diversas lideranças populares, a fim cooperarem com a Diretoria nos trabalhos de Fundação da Casa dos Pobres de Altinópolis. Dentre as pessoas investidas estavam; Mário Josino Meirelles, Cap. José Pio, Olinda Galli, Maria Soares de Oliveira, Magnólia de Oliveira Campos e Amanda Pierucci, (estas em 1922 trabalharam por esta mesma ideia arrecadando doações), Cap. Alberto Quintino, Simplício Ferreira, Edson Dutra Barroso, Manoel Garcia Palma, etc.

diogoA partir de 26 de Maio de 1932 foi a oficialização do nome de “Hospital de Misericórdia de Altinópolis”, para a instituição que queriam fundar.  O sr. Salvador Dias da Costa relatou aos seus colegas de diretoria que recebera a doação do terreno do cemitério velho para a construção do Hospital. A doação foi feita pelo Bispado de Ribeirão Preto, representado no ato pelo Padre José Murillo. Outra doação recebida, essa em espécie, foi do Dr. Romero Z. Otto, Engenheiro Chefe da Estrada de Ferro São Paulo e Minas.

Em 23 de Julho de 1932, às 16 horas foi o lançamento da primeira pedra do edifício, iniciava-se assim a construção do Hospital de Misericórdia de Altinópolis, servindo de paraninfo o sr. Coronel Diogo Garcia Figueiredo Sobrinho. Neste dia estava presente várias pessoas, inclusive a Diretoria, autoridades políticas e religiosas. Sr. Diogo ofereceu a pedra e toda a madeira para a obra. Diogo discursou naquele dia:

 “Agora eu já posso morrer. Inaugurei o Hospital.”

No dia 14 de Dezembro de 1933 faleceu o sr. Coronel Diogo Garcia Figueiredo Sobrinho, Benfeitor e Patrono do Hospital de Misericórdia de Altinópolis, onde o funeral foi realizado no próprio Hospital.

Em 1934 foi realizada a Assembleia para a discussão e aprovação do Estatuto Social do Hospital. Realizou-se no mesmo ano a Eleição da primeira Mesa Administrativa do Hospital de Misericórdia de Altinópolis. Ficando assim:

  • Provedor: Salvador Dias da Costa
  • Vice Provedor: Vivaldo Costa
  • Secretário: Feruccio Vicentini
  • Tesoureiro: José Villela de Figueiredo

No final da votação da Mesa Administrativa, o sr. Jayme de Oliveira, em nome da diretoria, propôs um voto de louvor e agradecimento da Assembleia ao sr. Arthur Raffaini, pelos seus grandes serviços voluntários prestados ao Hospital sem qualquer remuneração, houve uma aprovação sob palmas, pela Assembleia.

No dia 8 de Setembro de 1934, com a presença dos membros da diretoria construtora do Hospital, autoridades, paraninfos, comunidades e o povo foi Solenemente Inaugurado o Hospital de Misericórdia de Altinópolis.sta casa altinopolis ps

O sr. Joaquim Ferreira convidou a paraninfa Umbellina Garcia de Figueiredo, para abrir a porta de entrada do edifício, que foi feito sob palmas de todos que ali estavam.

A seguir entrando todos no recinto do hospital, o reverendíssimo Padre José Murillo, figura Vigário da Paróquia, concedeu a benção solene de todas as dependências e parte externa do hospital, servindo de paraninfos as Sras. Olinda Galli, D. Maria Soares Outeiro, Srta. Amanda Pierucci, sr. Magnólia de Oliveira Campos e srs. Cel. Antônio Justino de Figueiredo, Francisco Vicentini e Honório Garcia Palma.

O sr. Joaquim Ferreira, terminada a benção, declarou inaugurado o Hospital de Misericórdia de Altinópolis. A palavra foi passada para sr. Antônio Condé Júnior que falou com muito júbilo, oferecendo um crucifixo em nome da irmandade da Paróquia para o Hospital. O sr. Joaquim Ferreira agradeceu, sendo aplaudido, e sendo encerrada a inauguração. O ato foi abrilhantado pela composição musical “Lyra de Orpheu”, sob a regência do sr. Maestro Ítalo Pierucci.

Os primeiros médicos do hospital foram Dr. Antônio Augusto de Figueiredo, Dr. Edson Dutra Barroso e Dr. Pio Antunes de Figueiredo, e os Enfermeiros D. Maria Agnesini e Adão Sichereschi.”

Hospital de Misericórdia de Altinópolis

 


Referências:

Documentos do Hospital de Misericórdia de Altinópolis

blogdealtinopolispag6.blogspot.com.br/2010/01/1934-inauguracao-do-hospital-de.html

 

Hospital de Misericórdia de Altinópolis
R. Cel. Joaquim Alberto, 421 - Centro - Altinópolis - SP
2018 - Hospital Misericórdia de Altinópolis® - Todos os Direitos Reservados©